a realidade em um outro nível

Agora, qualquer superfície ou espaço pode ser muito além do que nossos olhos podem ver.

As câmeras dos smartphones se tornaram um portal para um mundo de possibilidades antes inimagináveis. Uma boa prova disso é o jogo Pokémon Go, que virou fenômeno global ao misturar geolocalização e realidade aumentada para promover aos usuários uma experiência imersiva na caça de pokémons pelas ruas das cidades.

Os aprendizados principais desse sucesso é que a AR está cada vez mais acessível – através da câmera do celular – e que também pode ser aplicada pelas marcas para atrair as pessoas para destinos físicos e reais.

Essa popularidade da AR deve-se principalmente ao Snapchat. Dentre as demais inovações que o aplicativo nos proporcionou, os chamados “filtros” foram uma grande ponte entre nós e a realidade aumentada. Sem a necessidade de equipamentos específicos e nos deixando mais à vontade com essa tecnologia.

Depois dessas e outras iniciativas, como os apps de maquiagem virtual, que conquistaram a intimidade dos consumidores com a AR, as marcas têm um grande potencial de aprofundar ainda mais o engajamento com o público. Na conferência F8, que aconteceu em abril deste ano, Mark Zuckerberg comentou o objetivo de fazer da câmera a primeira e principal plataforma da AR. Na prática, já temos o Frame Studio que serve para criar filtros estáticos para a foto do perfil do Facebook (como os que o Rock in Rio 2017 disponibilizou para os fãs do festival) e o AR Studio, em que desenvolvedores podem criar experiências de realidade aumentada para a câmera do Facebook.

Mais passos nessa direção estão sendo dados. Dessa vez, por parte da Apple e do Google, que anunciaram o lançamento de novas plataformas AR. Ambos são estruturas que prometem revolucionar o mercado com a câmera dos smartphones, facilitando a criação de apps que utilizem a realidade aumentada.

Um case recente é da IKEA, uma loja internacional de decoração, que já apostou em um aplicativo utilizando o ARKit, da Apple. Através dele, os usuários podem acessar o catálogo da loja e visualizar como os itens ficarão no ambiente selecionado. Total praticidade.

Para vocês, qual a interação favorita criada com AR até o momento? Conta pra gente.