construindo marcas irresistíveis

A equipe da Tátil em São Paulo participou de um Workshop da Natura sobre os resultados da pesquisa NeedScope, desenvolvida pela agência Kantar TNS para a marca. Essa análise é baseada na conexão dos consumidores com as marcas através das emoções. Ao lado de outras agências, participamos desse rico brainstorming sobre como podemos evoluir a partir do contexto e ser mais irresistível relevante para as pessoas.

 

Essa metodologia é baseada na teoria do psicólogo Carl Gustav Jung, que leva em conta as quatro principais energias: introversão, extroversão, receptividade e dominância.

O modelo estrutura as emoções em seis arquétipos, identificados por seis cores diferentes: amarelo, vermelho, roxo, azul, marrom e laranja. Para cada marca faz-se basicamente uma metáfora com as cores que representam um pouco do comportamento psicográfico da marca.

Confira o que cada uma significa:

 

 

 

O amarelo:  pessoas que têm a necessidade de ter uma personalidade divertida e brincalhona. Vivem a vida ao máximo, com espontaneidade e sem muitas preocupações.

 

O laranja: pessoas que têm a necessidade de ter uma personalidade positiva, mais amigável e honesta. Sentem-se em harmonia e que pertencem ao grupo.

 

O marrom: pessoas que têm a necessidade de ter uma personalidade mais sensível, gentil e calma. Gostam de tranquilidade e de segurança.

 

O azul:  pessoas que têm a necessidade de ter uma personalidade mais inteligente e madura. Gostam de ter tudo sob controle e são competentes.

O roxo:  pessoas que têm a necessidade de ter uma personalidade mais focada. São mais determinadas e fortes. Gostam de estar no comando e se sentem especiais por isso.

 

Vermelho: pessoas que têm a necessidade de ter uma personalidade mais dinâmica, moderna e corajosa. Estão sempre se desafiando, são cheias de energia e prontas para qualquer coisa.

O estudo entende e mede essas emoções que orientam a escolha das pessoas pelas marcas. Utilizando uma metodologia de fast branding, que é mais intuitiva, busca encontrar as expressões ideais para se conectar com as verdadeiras necessidades do consumidor final.

E procura responder às dúvidas comuns das marcas, por exemplo: como otimizar o portfólio de produtos e como se ativar nos momentos preferidos de consumo?