A linguagem fotográfica

Durante o processo de construção da identidade de uma marca, a fotografia está sempre lá, seja como recurso para registrarmos nossos processos criativos ou como recurso para construção de linguagem visual.

Cada marca possui sua lente, e isso faz com que tenham olhares singulares sobre ocasiões, produtos, entre outras coisas.

Pensar a fotografia como ferramenta de construção de um visual consistente, também é papel do designer, que, junto com fotógrafos, determina quais cores, planos, elementos de composição, entre outros recursos disponíveis, são mais pertinentes a uma determinada identidade.

Para exemplificar, podemos mencionar alguns cases em que a fotografia se destacou na construção da identidade:

 

Coca Cola Vis Premium:

Com uma iluminação direta e impactante, inspirada em anúncios produzidos com técnicas de gravura e pintura, a centenária garrafa de vidro e sua nova versão de um litro foram fotografadas pelo estúdio Wonnacott, de modo que o conceito de gravura e fotografia se encontrassem no ensaio, ressaltando a beleza da garrafa de vidro, ao passo em que as características clássicas da comunicação fossem mantidas.

 

 

Linguagem Skol:

A linguagem fotográfica traz uma luz dura, com sombras marcadas e levemente avermelhadas que, instantaneamente, nos trazem a lembrança de verão. Além disso, a presença do amarelo nas composições reforça a presença do produto, que é constantemente associado à energia do Sol.

 

 

 

Natura Ekos

Esse projeto inspirou um rico ensaio fotográfico, onde cada cena revela a beleza que nasce da conexão de Natura com a natureza, ao mesmo tempo em que comunica de forma sensorial os atributos de cada produto da linha.

Fizemos uma extensa pesquisa de objetos de design com inspiração amazônica que acomodam os principais ingredientes de Ekos em seu estado natural ou já processados, explicitando a origem dos benefícios da linha.